BLOGAnnounced at MongoDB.local NYC 2024: A recap of all announcements and updates — Learn more >

Ada revoluciona o atendimento ao cliente com automações baseadas em IA criadas no MongoDB Atlas

Imagem de uma mulher desempacotando uma encomenda.

SETOR

Software e tecnologia

PRODUTOS

MongoDB Atlas,
Change Streams,
Queryable Encryption

CASO DE USO

Inteligência artificial

CLIENTE DESDE

2016

Talvez você ainda não tenha ouvido falar da Ada , a empresa canadense que está revolucionando a experiência de atendimento ao cliente com IA. No entanto, marcas de grande porte, como Meta, Verizon e AT&T, figuram entre seus 300 clientes, então você provavelmente já interagiu com a tecnologia dela sem perceber.

Desde que foi fundada em 2016, a Ada se tornou líder em automação baseada em IA e, quando se trata de IA generativa, ela está bem à frente da concorrência. Por meio de uma experiência de automação omnichannel, a missão da Ada é esclarecer as mais frequentes – e as mais complexas – dúvidas dos clientes com o mínimo esforço.

Há uma enorme quantidade de dados não estruturados, com uma série de peculiaridades, particularidades e formatos de dados em muitos canais que um modelo de linguagem grande, ou LLM, precisa incorporar para gerar uma resposta ou solução construtiva.

Para agir com rapidez e segurança, essa é uma consideração extremamente importante para as empresas que desenvolvem soluções de IA usando dados de clientes. Mike Gozzo, diretor de produtos e tecnologia da Ada, juntou-se ao diretor executivo do MongoDB, Dev Ittycheria, e ao diretor de produtos, Sahir Azam, no palco da edição de 2023 do MongoDB.local NYC palestra para discutir como a Ada é capaz de inovar com mais rapidez e confiança, mantendo-se na vanguarda da IA generativa no MongoDB Atlas.

Fundada com foco na velocidade

Desde o início, a Ada queria lançar soluções no mercado o mais rápido possível. Para isso, era preciso ter uma plataforma de banco de dados multi-cloud sem SQL que permitisse a inovação sem restrições. Assim que o MongoDB Atlas ficou disponível, a Ada passou a usá-lo rapidamente, porque, como Gozzo compartilhou, "queríamos nos concentrar em nosso negócio de automatização de consultas de atendimento ao cliente, e não em administrar o Mongo. Isso foi um grande 'desbloqueio' para nós em termos de velocidade." O MongoDB Atlas é a base de todas as soluções da Ada, harmonizando vários tipos de dados e permitindo que a equipe se concentre na exploração de IA generativa e de grandes modelos de linguagem.

"Usar o MongoDB significa que não estamos limitados à forma como obtemos dados se quisermos criar algo novo. Podemos consultar dados não estruturados e usá-los para treinar outros modelos," explica Gozzo. "Usamos a IA generativa sem esforço em toda a nossa pilha de produtos para automatizar consultas e fornecer suporte que vai além de apenas responder a consultas de várias etapas. Com o MongoDB, conseguimos lançar novos produtos em apenas alguns meses."

Gozzo também explica por que a Ada manteve o MongoDB desde a fundação da startup: "A flexibilidade e a capacidade de mudar de abordagem repentinamente foram fundamentais. À medida que a empresa cresceu e adquiriu novos canais e novas modalidades, vimos que ter um armazenamento de dados facilmente ampliável sem migrações estressantes era essencial para corresponder às nossas necessidades, e o MongoDB era claramente imprescindível para isso. Continuamos fiéis ao Atlas porque ele entrega o desempenho de que precisamos, o suporte da equipe é ótimo, e gostamos que o MongoDB nos ajuda a ter menos dependência de um fornecedor de cloud centralizada."

Adoção das versões mais recentes do MongoDB

Ada adotou recentemente Change Streams para iterar e treinar modelos em tempo real, mantendo o data lake interno sincronizado. Isso capacitou a equipe a criar um sistema distribuído de processamento de eventos que alimenta bots e análises.

Ada também está explorando a Queryable Encryption, o que ajuda a aprimorar o treinamento de IA e, ao mesmo tempo, manter as conversas privadas. “O que é mais interessante do que simplesmente inserir transcrições em um modelo de IA é destilar a mensagem central e a orientação por trás das conversas criptografadas. Ele pode analisar o feedback do gerente de bots sobre qualidade e aprender como são boas interações”, explica Gozzo.

Em alguns anos, a IA provavelmente estará incorporada em todos os aplicativos que usamos. Com o MongoDB, a Ada é um dos agentes revolucionários do mercado que nos guiará nessa jornada. "É um grande prazer para nós trabalhar com o MongoDB Atlas. Mal podemos esperar para ver quais serão as próximas novidades", conclui Gozzo.

Saiba mais sobre como o MongoDB Atlas otimiza a criação de aplicações com IA.

Qual será a sua história?

O MongoDB ajudará você a encontrar a melhor solução.