Comparando Firebase e MongoDB

Firebase e MongoDB estão trabalhando para criar plataformas de banco de dados modernas, robustas, utilizáveis e escalonáveis para desenvolvedores de aplicações. Conforme os serviços gerenciados lideraram nosso segmento com a ascensão das nuvens, as expectativas dos desenvolvedores estão aumentando. Em todos os setores, uma nova geração de consumidores estão exigindo interfaces altamente utilizáveis, drasticamente simplificadas e experiências de autoatendimento totalmente gerenciadas — e os desenvolvedores não são diferentes. É um momento emocionante na história dos bancos de dados e na verdade, no desenvolvimento de software como um todo, que está revelando novos níveis de produtividade do desenvolvedor e uso de dados.

Antes de falarmos sobre as diferenças entre Firebase e MongoDB, vamos começar pelas semelhanças entre os dois sistemas: ambos são bancos de dados pós-relacionais com modelos e esquemas de dados de documento tipo JSON e ambos são construídos para facilitar o desenvolvimento de aplicações e a escalabilidade horizontal. Tanto Firebase quanto MongoDB permitem que os desenvolvedores comecem rapidamente e evoluam suas estruturas de dados à medida que as criam. Além disso, ambos separam os dados em coleções para facilitar a distribuição em clusters de banco de dados escalonáveis.

O Firebase inclui dois armazenamentos de dados: o Real-Time Database e o Cloud Firestore, cada um otimizado para uma parte diferente do desenvolvimento de aplicações.

O Real-Time Database é mais um sistema de publicação/subscrição (pubsub) projetado para rápida ingestão e processamento de dados, enquanto o Cloud Firestore é projetado para armazenamento e recuperação de dados a longo prazo. O Cloud Firestore fornece uma interface de programação para a recuperação de dados com base em "referências" com uma sintaxe de consulta semelhante a SQL projetada para processamento assíncrono.


Exemplo Python:

ref = db.reference('aliens')

snapshot = ref.order_by_child('number_of_eyes').equal_to(3).get()

aliens = [{key: value} for key, value in snapshot.items()]

MongoDB é um banco de dados orientado a documentos mais robusto, conhecido por seu alto desempenho e segurança de alto nível e tem várias vantagens sobre o Firebase. Por exemplo, o MongoDB pode ser operado localmente ou na nuvem (usando o MongoDB Atlas ou o MongoDB gerenciado manualmente em IaaS), enquanto o Firebase é puramente um serviço de banco de dados na nuvem.

O MongoDB Query Language, ou MQL, sempre foi projetado para fazer consultas e atualizações avançadas nas estruturas de documentos tipo JSON. O MQL usa a mesma sintaxe JSON dos documentos e APIs MongoDB e permite que consultas extremamente poderosas e complexas sejam criadas manualmente ou programadas com facilidade.


Exemplo Python:

aliens = db[‘aliens’].find({‘number_of_eyes’: 3, ‘number_of_toes’: {‘$gt’: 10}})

Tanto o Firebase quanto o MongoDB são bancos de dados pós-relacionais modernos que permitem flexibilidade e velocidade de desenvolvimento. Enquanto o Firebase é mais popular para aplicações menores, o MongoDB é mais utilizado em casos de uso de big data e alto desempenho.


Uma observação sobre “NoSQL”

Enquanto o MongoDB surgiu como parte da onda dos chamados bancos de dados “NoSQL”, tanto o MongoDB quanto o Firebase são mais parecidos com seus antepassados relacionais do que a maioria das soluções NoSQL de propósito único.

O MongoDB, por exemplo, oferece suporte a transações ACID, validação de esquema e até mesmo joins entre as coleções. Destina-se a lidar com cargas de trabalho que eram tradicionalmente o domínio de bancos de dados relacionais, como Oracle ou MySQL, ao mesmo tempo em que traz a arquitetura pensada em escala e flexibilidade estrutural que caracterizam as soluções NoSQL.


Firebase vs MongoDB Atlas

Não seria justo comparar o Google Firebase e o MongoDB sem falar sobre o MongoDB Atlas, o principal banco de dados como serviço (DBaaS) da MongoDB. Isso porque, embora o Firebase seja um banco de dados, é também uma plataforma de desenvolvimento de aplicações projetada especialmente para desenvolvedores de aplicativos móveis que inclui hospedagem, autenticação, triggers baseadas em dados e analytics. O MongoDB Atlas traz o MongoDB para o mundo de banco de dados totalmente gerenciado com operações automatizadas, hospedagem, backup, triggers e muito mais.

O Firebase é explicitamente projetado para o desenvolvimento de aplicativos móveis e toda sua interface de usuário e fluxo de integração são construídos em torno disso. Dessa forma, o Firebase tem mais recursos para aplicativos móveis (como associar uma instância do Firebase a um aplicativo móvel e monitorar o uso do aplicativo no mesmo console), enquanto o MongoDB Atlas foi construído para o desenvolvimento de dados de uso geral e possui muito mais parâmetros para ajustar o desempenho, integrações com ferramentas terceiras de inteligência de negócios e recursos avançados para grandes instalações como o Atlas Data Lake.

Com a aquisição da Realm em 2019 e o investimento contínuo na plataforma Atlas, a MongoDB está bem encaminhada para igualar (ou superar) o conjunto de recursos de desenvolvimento móvel do Firebase, enquanto oferece muito mais ferramentas para o uso de dados fora do escopo de desenvolvimento de aplicativos.


Comparando o desempenho do Firebase e do MongoDB

Firebase e MongoDB são ambos projetados para ter um bom desempenho em escala, mas dada as opções de configuração do MongoDB e a gama de níveis de desempenho do Atlas, é difícil não dizer que o MongoDB supera quando se trata somente de desempenho. Sites de terceiros regularmente classificam o MongoDB como superior ao Firebase, embora, é claro, isso dependa do problema específico em questão e do padrão de uso.

Faz sentido que o MongoDB tenha um desempenho melhor: ele foi projetado para lidar com o mesmo tipo de processamento de transações on-line que os bancos relacionais, com aplicações em tempo real e pipelines rápidos de dados em mente.


Qual é melhor para o desenvolvimento de apps?

Tanto MongoDB quanto Firebase são ferramentas fantásticas para o desenvolvimento de aplicativos móveis. Se você está procurando um back-end como serviço completo (BEaaS) e o menor esforço possível, o Firebase é ideal. Contudo, o MongoDB (e especificamente o MongoDB Atlas) oferece a plataforma mais poderosa e flexível para o desenvolvimento de aplicações e a capacidade de suportar tanto cargas transacionais quanto warehouse no mesmo sistema.


Quando usar Firebase vs MongoDB

A regra geral é: se você está construindo um projeto pequeno ou aplicativo móvel dedicado e não se importa em ficar preso a um provedor de nuvem, Firebase é um ótimo lugar para começar. Se você está procurando uma solução de dados para casos de uso de propósito geral, valorizando o desempenho em escala e consultas avançadas, o MongoDB vai atender melhor às suas necessidades. E se você estiver entre os dois, confira MongoDB Atlas!

Comece com o MongoDB Atlas

Experimente o banco de dados totalmente gerenciado como serviço da MongoDB gratuitamente, sem necessidade de cartão de crédito.